ITNJ- Cursos livres teológicos. Dísciplinas compostas de conhecimentos bíblicos e sobre vários temas históricos e atuais. Cursos presenciais e a distância informações pelo instnj@hotmail.com

terça-feira, 28 de abril de 2015

A GRANDE SALVAÇÃO DE DEUS

Resultado de imagem para Imagem sobre olhe além desta vida evangélica
 
Olhe para além desta vida
 Para muitos de nós, a idéia de estar do lado de fora do círculo de amigos de Jó representa o mais perto que qyeremos estar do que ele passou. Ficamos assombrados com uma pergunta que é simples e, ao mesmo tempo, nos é familiar: como este homem continuou seguindo em frente quando não havia mais razão para isso?
 
Esperança de vida ou de morte
Poucos de nós experimentam a abubdância de Jó antes do teste de satanás ou de suas enormes perdas. Precisamos basear nosso pensamento numa escala menor. Como suportamos as dificuldades do dia-a-dia? de que modo as tragédias que enfrentamos afetam a nossa confiança em Deus? Quando a vida fica difícil, o que fazemos? Felizmente, não precisamos ver as perdas tão de perto quanto Jó para aprender com ele uma lição sem preço. Quando tudo o que Jó possuia se perdeu, ele manteve a sua esperança, pois ela não dependia de suas posses, de seus amigos ou de sua família. Ao invés disso, ele confiava em Deus. Ele é o único lugar em que nossa fé pode descansar segura.
 Para Jó, a esperança não dependia de ter suas posses ou sua família de volta. Ele não barganha com Deus, dizendo: "vou confiar em Ti se Tu fizeres minha vida melhorar". A vida de Jó é uma clara ilustração da verdade que Paulo expressou: "coisa alguma nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor". (Romanos 8:39). No meio das circunstâncias adversas, Jó exclama que ainda sabe duas coisas: "eu sei que o meu redentor vive" (Jó 19:25) e "verei a Deus" (Jó 19:26). Jó não se relacionou com Deus como se fosse uma idéia ou alguma força vital etérea. Deus era o redentor vivo.
 
Uma visão da ressurreição
Convencido de que Deus vive, Jó anseia vê-lo. As duas expressões de Jó 19:26 "consumida a minha pele" e "em minha carne", se combinam para eressar a consciência de Jó de que as fundações da existência estão no Deus vivo. Apesar de vistas como que através de um denso nevoeiro, estas fundações dão sentido à trágica contradição da vida atual. Armados com este conhecimento, temos uma idéia da importãncia do ensino bíblico sobre a ressurreição, tanto a de Cristo quanto a nossa.
Por causa da gravidade do sofrimento de Jó, hesitamos em nos colocar em seu lugar. Mas, na verdade, já estamos lá, do modo que mais importa. Fazemos parte dessa temporária vida física do mesmo modo que ele. Quer nos assemelhamos muito ou pouco com Jó, precisamos do mesmo Redentor que ele conhecia. Quando conhecemos o Salvador, nossa visão sobre a vida e a morte muda. Nosso Redentor vive em nós agora. Embora não possamos ver muita coisa além da morte, sabemos que Jesus está lá. seja como for, é o suficiente.
 
Caro leitor, porfie por entar pela porta estreita e tenha a esperança na vida eterna com Deus.
 
Fiquem na paz de Nosso Senhor Jesus Cristo.
 
Pr. dalmo Micielli Dourado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ele será muito importante. Obrigado pela sua visita

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...